PSYCHOTIC EYES- I only smile behind the mask (2011).

 
O que prova a qualidade de uma banda? Na realidade, são vários fatores, mas no caso do PSYCHOTIC EYES, é a capacidade de equilibrar peso, velocidade e técnica, de uma maneira bastante precisa e inspiradora. Confesso, que “I only smile behind the mask” foi um dos álbuns que mais me deu trabalho para resenhar nos últimos 10 meses, devido a ser tamanha a sua complexidade. Apesar das músicas serem marcantes, é difícil assimilar o trabalho em uma única audição. É notável que o processo de composição foi trabalhado minuciosamente.
O início fenômenal com a arrasadora ‘Throwing into chaos’ já nos dá uma ideia da qualidade do álbum, e assim, é possível pressupor que as demais composições não devem deixar por menos.  O que eu poderia dizer da assombrosa ‘Welcome fatality’? Apenas, dispensa comentários.  As bases fortes de ‘Dying Grief’ segura firme o andamento das coisas, e ‘Life’ vem na mesma linha de ‘Throwing into chaos’, porém, com passagens mais harmônicas e cadenciadas, além das ótimas partes nas quais a letra é narrada pelo vocal rasgado de Dimitri Brandi. A faixa-título segue as características das anteriores. Em ‘The humachime’ o destaque gira em torno do instrumental com riffs complexos e solos muito adequados ao contexto. Uma atmosfera mais progressiva em ‘The girl’ encerra bravamente este excelente trabalho. Com certeza, um dos melhores lançamentos nacionais, nos últimos anos.
Por Écio Souza Diniz
 
Faixas:
1-Throwing into chaos
2-Welcome fatality
3-Dying grief
4-Life
5-I only smile behind the mask
6-The humachine
7-The girl
 
Informações:
 
Adicionar aos favoritos o permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.