SICK SICK SINNERS – Unfuckinstoppable

cover_zps8ad5424d

O SICK SICK SINNERS surgiu em 2005 em Curitiba das cinzas da renomada bandaOS CATALÉPTICOS, com o objetivo de continuar mandando ver na sua mescla de Psychobilly com Punk, Hardcore e Metal. O talento inegável de Vlad (guitarra e vocal), Mutant Cox (baixo acústico e vocal) e Emiliano Ramirez (bateria e vocal) já os levou para turnês nacionais e internacionais, passando por Europa, Estados Unidos, México, Argentina e Chile. Em Unfuckinstoppable, seu terceiro disco, lançado em 2014 pela Crazy Love Records, os caras lançaram um produto de boa qualidade de gravação, técnica, feeling, adrenalina e boas doses de bom humor. Logo na abertura Coffee freak entra a rápida numa pegada Hardcore/Psychobilly, seguida na mesma pegada por Where is my baby girl, cujas linhas de baixo são muito bem construídas. O andamento cadenciado de Wild party in hell é um dos melhores momentos do disco, seguida pelas alternâncias entre distorções agressivas e bastante punks de We wanna drink some more. A instrumental faixa-título mostra a técnica e sincronia dos musicas. Certamente, Bacon seed é a mais hilária de todas e com um clima contagiante. O fechamento fica por conta de Wasted everyday com excelente linha de baixo no inicio e riffs na escola do Thrash metal. Recomendadíssimo. Nota: 9,0 

Por Écio Souza Diniz

Faixas: 1- Coffee Freak / 2- Where is my baby girl / 3- 3 demons at my door / 4-Six feet underground / 5- Wild party in hell / 6-Same breed / 7-We wanna drink some more / 8- Unfuckinstoppable / 9-Bacon seed / 10-Wasted everyday

Adicionar aos favoritos o permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.