FALLEN IDOL – Seasons of grief

a0559379821_10

O FALLEN IDOL foi formado em 2012, na cidade paulista de Arujá, sendo composto atualmente por Rodrigo Sitta (guitarra e vocal), Márcio Silva (baixo) e Ulisses Campos (bateria). Eles lançaram o primeiro trabalho autointitulado em 2015, mas não perderam tempo e encerraram 2016 com destreza através de Seasons of grief.  Se você é fã do Doom clássico calcado na escola do Black Sabbath, sem dúvida algum este disco lhe agradará, pois o que não falta aqui são riffs afiados, viscerais e densos, embalados por uma mescla muito bem balanceada entre as partes cadenciadas e soturnas com as mais agressivas e melódicas. Além disso, o excelente timbre vocal de Sitta remete à linha característica utilizada em bandas como Candlemass, Trouble, Cathedral e algo de Saint Vitus. A cozinha funciona muito bem, mostrando uma unidade coesa e bem definida, evidenciando claramente as bases de ambos o baixo e a bateria. A gravação é também algo digno de nota, tendo sido direta, sem muitos efeitos, mas ao mesmo tempo enxuta na medida certa. Pode parecer clichê dizer que todas as faixas são ótimas, mas quem ouvir verá que essa afirmação não é tão exagerada como possa parecer. Ao apertar o play você terá seus ouvidos invadidos por uma hipnotizante sessão de distorções, solos inspirados e a dobradinha melancolia/fúria, muito bem introduzidas pela faixa título e Nobody’s life. Ainda se destacam Unceasing guilt, com sua atmosférica épica, remetendo a sensação de uma batalha viking, a pesada e mais acelerada Heading for extinction, que possui uma passagem sombria embalada pelo som de órgão, e The boy and the sea que com a pegada mais Heavy metal do disco, incluindo até mesmo alguns elementos da NWOBHM. Eis aqui um candidato potencial a título futuro de ‘clássico’ nacional. Nota: 9.5

Por Écio Souza Diniz

 Faixas: 1-Seasons of grief / 2-Nobody’s life / 3-Unceasing guilt / 4-Heading for extinction / 5-The boy and the sea / 6-Worsheep Me / 7-Satan’s Crucifixion

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.